riniteRinite é uma inflamação da mucosa nasal que provoca como sintomas espirros, prurido, secreção e congestão nasal. Esta inflamação acontece por diversos mecanismos, por isso existem  diferentes tipos de rinite. Uma mesma pessoa pode apresentar um ou mais tipos sendo comum confundi-los. Tipos de rinite: alérgica, medicamentosa, gestacional, vasomotora, infecciosa , atrófica ou do idoso.

Rinite alérgica

A inflamação da mucosa nasal é desencadeada pelo contato prévio com determinados elementos  (alérgenos) presentes no meio ambiente. Exemplos: poeira doméstica, ácaros, perfumes, mofo, pêlo de gato, entre outros. Esse tipo de rinite acomete cerca de 30% da população, tendo um importante componete genético familiar. Prevalece nesse tipo de rinite os sintomas de congestão nasal, rinorréia, prurido e espirros, sendo comum o paciente queixar-se que esta sempre “gripado” .

 Rinite idiopática ou vasomotora

A inflamação da mucosa nasal esta relacionada a mudanças bruscas de temperatura em situações como pisar descalso em um piso frio, sair de um banho quente ou levantar da cama pela manhã.

Rinite medicamentosa

Esta associada ao uso crônico  de descongestionantes nasais tópicos . O paciente desenvolve uma dependencia  ao uso dessas medicações que num primeiro momento são pontentes e muito eficazes.  Com o tempo, ocorre um efeito “rebote” após o uso da medicação e os sintomas de obstrução nasal tornam-se mais acentuados, levando o paciente ao uso desenfreado dessas medicações.

Rinite na gestação

Acontece em um terço das mulheres grávidas pelo aumento do estrógeno. Inicia-se no final do primeiro trimestre e desaparece depois do parto.

Rinite atrófica  (rinite do idoso)

Com o processo de envelhecimento podemos encontrar uma atrofia da mucosa levando ressecamento do nariz e formação de crostas secas que se fixam à mucosa, obstruindo a cavidade nasal. Pode causar odor fétido em narinas.

Tratamento

O tratamento depende do tipo de rinite que o paciente apresenta. No geral está baseado na higiene ambiental, lavagem nasal, sprays nasais, antialérgicos por via oral ou imunoterapia (vacinas). O tratamento pode ser cirúrgico para casos selecionados (cirurgia das conchas nasais) conhecida como Turbinoplastia ou Turbinectomia.

Todas as informações fornecidas neste website têm caráter meramente informativo, com o objetivo de complementar, e não substituir, as orientações do seu(sua) médico(a).

Dr. Eduardo Garcia
CRM-SP 127.022